Bruxelas saúda reconhecimento “importante” do nuclear e do gás como sustentáveis

  • Lusa
  • 6 Julho 2022

“A inclusão das atividades transitórias de gás e nuclear é uma pequena, embora necessária, parte de toda a taxonomia da UE, que se centra nas energias renováveis”, destaca a Comissão Europeia.

A Comissão Europeia considerou esta quarta-feira “importante” o reconhecimento, pelos eurodeputados, da classificação “pragmática e realista” do nuclear e do gás como fontes de energia economicamente sustentáveis do ponto de vista ambiental (taxonomia) na União Europeia (UE).

“Este voto foi um reconhecimento importante da nossa abordagem pragmática e realista que ajuda muitos Estados-membros no seu caminho de transição para a neutralidade climática”, segundo um comunicado do executivo comunitário.

“A inclusão das atividades transitórias de gás e nuclear é uma pequena, embora necessária, parte de toda a taxonomia da UE, que se centra nas energias renováveis”, destaca ainda o comunicado, onde é sublinhado que “as energias renováveis continuarão a ser o foco para os investidores”.

O Parlamento Europeu validou esta quarta-feira a classificação de nuclear e do gás como fontes de energia economicamente sustentáveis do ponto de vista ambiental, ao rejeitar uma moção de objeção à polémica proposta da Comissão Europeia.

Para a proposta do executivo comunitário ser vetada, a moção precisava de reunir 353 votos (maioria absoluta) na votação realizada no hemiciclo de Estrasburgo, França, mas teve apenas 278 votos a favor (328 contra e 33 abstenções), pelo que o ato delegado sobre a taxonomia (sistema de classificação para investimentos ‘verdes’) deverá entrar em vigor a partir de 01 de janeiro do próximo ano, caso o Conselho (Estados-membros) também não levante objeções até à próxima segunda-feira.

Em março passado, a Comissão Europeia propôs um regulamento delegado denominado “taxonomia climática da UE” para incluir atividades específicas nos domínios da energia nuclear e do gás, sob determinadas condições, na lista de atividades económicas sustentáveis do ponto de vista ambiental, o que desencadeou uma forte polémica e divisões, incluindo nas bancadas parlamentares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bruxelas saúda reconhecimento “importante” do nuclear e do gás como sustentáveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião