EPIS e União de Freguesias Pontinha-Famões vão qualificar progenitores para potenciar sucesso escolar dos filhos

A fase piloto do projeto arranca no próximo ano letivo de 2022/2023 e integra 40 famílias da União de Freguesias Pontinha-Famões. Em 2024, a EPIS pretende alargar o programa a novos concelhos.

A EPIS – Empresários Pela Inclusão Social prepara-se para lançar o projeto “Mães EPIS”, que tem como objetivo aumentar a qualificação, literacia digital e empregabilidade de mães e pais, como fator promotor do sucesso dos seus educandos nas comunidades em que estão inseridos. A fase piloto do projeto arranca no próximo ano letivo de 2022/2023 e integra 40 famílias da União de Freguesias Pontinha-Famões. Em 2024, a EPIS pretende alargar o programa a novos concelhos parceiros.

“Esta parceria [entre a EPIS e a União de Freguesias Pontinha-Famões] concretiza uma parte do compromisso que assumimos com todos os cidadãos desta freguesia, de ver a educação como uma plataforma para a melhoria das condições de vida, da mobilidade social, da concretização dos sonhos e projetos dos nossos cidadãos, desde o início da sua vida, e garante que a escola não se limita ao espaço entre muros dos edifícios escolares e está no centro da nossa comunidade, envolvendo professores, pessoal não docente, técnicos, alunos e as suas famílias, através das suas mães”, comenta o presidente da União de Freguesias Pontinha-Famões, Jorge Nunes, em comunicado.

Na prática, o programa “Mães EPIS” consiste na adaptação do modelo metodológico do programa “Mediadores para o Sucesso Escolar”, desenvolvido pela EPIS, mantendo o foco de intervenção na promoção de competências não-cognitivas das mães e pais com baixas qualificações académicas (menos de 12 anos de escolaridade), através da aplicação de um conjunto de estratégias de intervenção devidamente protocoladas e parametrizadas.

Para cada beneficiário será definido um plano individual de intervenção, adaptado ao seu perfil, com o objetivo de adotar as competências necessárias (pessoais, sociais e digitais) que lhe permitam: definir um projeto de vida que inclua o aumento das suas qualificações académicas e fazer face aos desafios que o regresso à escola possa implicar; completar a sua qualificação com sucesso; e melhorar as suas condições em termos de qualificações académicas, competências digitais e competências não-cognitivas preditoras de sucesso, para inserção no mercado de trabalho.

“Sem modelos disponíveis que valorizem a escola e a aprendizagem, muitas vezes os alunos vão-se desvinculando, ficando mais propensos a percursos de insucesso escolar. Por outro lado, pais com maior escolaridade terão uma maior proximidade à escola e, consequentemente, maior interesse na vida escolar dos filhos e mais facilidade em acompanhar e apoiar as suas aprendizagens”, defende o diretor-geral da EPIS, Diogo Simões Pereira.

“Por entender que as famílias são agentes fulcrais no sucesso escolar, a EPIS arranca agora com este projeto piloto ambicionando, em breve, alargar o seu âmbito a mais regiões do país”, acrescenta. Em 2024, a EPIS pretende alargar o programa a novos concelhos parceiros, contribuindo para o aumento generalizado das qualificações das famílias.

Para a implementação desta estratégia, a União de Freguesias de Pontinha-Famões, parceira do projeto, para além do apoio na identificação dos beneficiários, alocará um mediador profissional que acompanhará as mães e os pais, em proximidade, nas quatro fases do projeto: capacitação para o regresso à escola, capacitação para o sucesso escolar, apoio no percurso de qualificação e apoio no percurso de inserção profissional.

Há 15 anos que a EPIS atua na promoção do sucesso escolar em Portugal, tendo já investido, juntamente com os seus parceiros, um total de 74 milhões de euros na mudança do paradigma do insucesso escolar em Portugal, apoiando mais de 70.000 crianças e jovens em risco. Atualmente, a EPIS mantém uma presença ativa junto de 9.263 alunos de todos os ciclos de escolaridade, em 265 escolas de 41 concelhos do continente e quatro ilhas dos Açores, com o apoio de 134 mediadores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EPIS e União de Freguesias Pontinha-Famões vão qualificar progenitores para potenciar sucesso escolar dos filhos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião