Julho e agosto concentram 43% das dormidas em alojamentos turísticos em 2021 na UE

Em julho e agosto de 2021, foram registadas 782 milhões de dormidas em alojamentos turísticos da UE. Estes meses concentraram 43% do total de dormidas, sendo que agosto foi o mês mais concorrido.

Em 2021, o padrão de sazonalidade das dormidas em alojamentos turísticos na União Europeia (UE) aproximou-se dos níveis pré-pandemia, sendo que os meses de julho e agosto concentraram 43% das dormidas, segundo os dados divulgados esta terça-feira pelo Eurostat.

O setor do turismo foi um dos mais afetados pela pandemia, sendo que, em 2020, houve um decréscimo de mais de 50% tanto nas chegadas como nas dormidas nos estabelecimentos de alojamento turístico na UE, face a 2019. Não obstante, este setor é, em larga medida, afetado pela sazonalidade, pelo que os meses de verão têm habitualmente mais procura.

Nesse contexto, o Eurostat sublinha que apesar de ter existido uma “grande concentração de chegadas e dormidas durante os meses de verão de 2020”, nesse período registou-se uma queda “notável” em termos de valores absolutos. Em contrapartida, o ano passado foi de recuperação, sendo que os meses de julho e agosto concentraram 43% do total de dormidas registadas nesse ano.

Segundo os dados do gabinete de estatísticas, em julho e agosto de 2021 foram registadas 782 milhões de dormidas em alojamentos turísticos da UE, o que representa um aumento de 28% face ao valor registado em igual período de 2020 (610 milhões de dormidas). O Eurostat nota ainda que apesar de haver uma aproximação aos padrões pré-pandémicos, o valor ainda está abaixo de 2019, quando se fixou nas 926 milhões de dormidas (-16%).

De notar que o mês de agosto foi mesmo o mais concorrido, tendo concentrado 24% do total de dormidas em alojamentos turísticos na UE.

Numa análise aos tipos de alojamento procurados, o Eurostat nota ainda que as flutuações sazonais foram menos acentuadas nos hotéis do que para outro tipo de alojamento turístico, acrescentando que se verificou uma maior sazonalidade em “alojamentos que não os hotéis e estabelecimentos similares, principalmente em parques de campismo” devido que dependem mais das condições meteorológicas e dado que estão, muitas vezes, encerrados no inverno.

Neste âmbito, o Eurostat revela, que, em julho e agosto de 2021, o número de noites passadas em parques de campismo ficou muito próximo dos valores de 2019 (a 95% dos níveis pré-pandemia), enquanto no caso de hotéis, bem como no caso de alojamentos de férias e outros alojamentos de curta duração ficaram a 78% e 89%, respetivamente, dos níveis de 2019.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Julho e agosto concentram 43% das dormidas em alojamentos turísticos em 2021 na UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião