Desemprego em Portugal supera média da UE em junho

Em Portugal, a taxa de desemprego subiu para 6,1% em junho, um valor que fica abaixo da média da Zona Euro mas acima daquela calculada para o conjunto da União Europeia.

O desemprego na Zona Euro e na União Europeia manteve-se estável em junho, nos 6,6% e 6,1%, respetivamente, de acordo com os dados do Eurostat. Já a taxa registada em Portugal aumentou, de 6% em maio para 6,1% em junho, fazendo com que o país supere a média comunitária no que diz respeito a este indicador.

Em junho de 2022, a taxa de desemprego ajustada sazonalmente na Zona Euro foi de 6,6%, estável em relação a maio de 2022 e abaixo dos 7,9% em junho de 2021, indica o Eurostat esta segunda-feira. Já a taxa de desemprego da UE foi de 6% no sexto mês do ano, valor igual a maio e inferior aos 7,2% registados no período homólogo.

Em Portugal, a taxa de desemprego subiu para 6,1% em junho, ficando assim abaixo da média da Zona Euro mas acima daquela calculada para o conjunto de todos os Estados-membros da UE.

Fonte: Eurostat

Em números absolutos, o Eurostat estima que 12,9 milhões de homens e mulheres na UE, dos quais 10,9 milhões na Zona Euro, estavam desempregados em junho de 2022. Em comparação com junho de 2021, o desemprego diminuiu 2,3 milhões na UE e 1,9 milhões na zona do euro.

Já no que toca ao desemprego juvenil, em junho de 2022, 2,5 milhões de jovens (menores de 25 anos) estavam desempregados na UE, dos quais dois milhões na Zona Euro. Por percentagem, em junho de 2022, a taxa de desemprego juvenil era de 13,6% tanto na UE como na Zona Euro, contra 16,8% no conjunto da União e 17,1% na área da moeda única no período homólogo de 2021 e 13,3% e 13,2% no mês anterior.

Em comparação com maio de 2022, o desemprego juvenil aumentou em 59 mil na UE e em 64 mil na zona do euro, enquanto face a junho de 2021, o desemprego juvenil diminuiu em 527 mil na UE e em 450 mil na zona do euro. Por género, a taxa de desemprego era, em junho, de 6,4% na UE para as mulheres e de 5,7% para os homens.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Desemprego em Portugal supera média da UE em junho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião