BRANDS' CAPITAL VERDE Não é para amanhã: cuide da floresta já hoje

  • BRAND'S CAPITAL VERDE
  • 5 Agosto 2022

Vivemos num país cada vez mais quente e é cada vez mais importante proteger as nossas florestas. Cada um de nós pode fazer a diferença já hoje. Damos-lhe 5 dicas.

Coincidência ou não, da mesma forma que as florestas cobrem quase um terço de todo o território do planeta Terra, também em Portugal, segundo estudos recentes, a floresta ocupa uma área superior a três milhões de hectares, o que representa — lá está — um terço do país. É aqui, em Portugal, que se encontra uma das maiores áreas de floresta da Europa.

Coincidência ou não, tanto cá dentro, como lá fora, os desafios que colocam em causa o equilíbrio deste ecossistema terrestre são cada vez mais frequentes: abrimos o noticiário e as notícias dão-nos conta de fenómenos naturais que colocam a um lado roteiros cinematográficos apocalípticos; vemos tsunamis a devastar zonas costeiras; incêndios que nos queimam o coração do país; longas chuvas que inundam poupanças de uma vida.

Sendo que as florestas são dos ecossistemas terrestres que mais ajudam a mitigar o impacto das alterações climáticas, é urgente cuidá-las e viver em consonância com elas.

Não é para amanhã; é para já, hoje. Com estas cinco dicas, comece já hoje a proteger um bem que é de todos nós. Eis o que podemos fazer pela nossa floresta:

  1. Use, mas não abuse (da nossa sorte)
    Preservar as florestas é preservar a vida: na última década, cerca de 80% das florestas no mundo foram de alguma forma comprometidas, colocando em causa a função vital que têm. Além de serem a casa de variadíssimas espécies de fauna e flora, ajudam na regulação do clima, promovem a purificação do ar e impedem, por exemplo, alagamento em caso de chuvas fortes. Da próxima vez que caminhar na natureza, deixe a floresta melhor do que a encontrou: não faça fogueiras, não corte plantas, tenha atenção ao lixo que produz neste contexto.
  2. Limpezas regulares fazem a diferença
    A limpeza da floresta é possivelmente uma das questões mais críticas que permite proteger os solos florestais do nosso território, seja da propagação de incêndios, seja de itens que prejudicam o ecossistema. Na dúvida, se nunca o fez profissionalmente, não se aventure a cortar ervas ou arbustos com motosserras ou a abater árvores — pretende-se com isto criar maior distância entre copas; fale, antes, com quem o faz diariamente. Mas também pode contribuir para a limpeza das florestas. Afinal, é a soma das pequenas atitudes que faz a diferença: pegue num saco, dirija-se à mata florestal mais perto de sua casa ou ao sítio de eleição onde reúne amigos e família, e recolha o que não pertence à floresta.
  3. Quer comprar produtos de madeira? Compre madeira certificada
    Quando existe vontade de comprar produtos em madeira — seja mobiliário ou outras peças decorativas —, é importante relembrar que a produção, utilização e exploração da floresta para este fim, se não cumprir os termos previstos nas leis do país, pode causar prejuízo. Estas medidas rígidas pretendem que as práticas adotadas por empresas sejam auditadas regularmente, de forma a diminuir o risco de práticas pouco sustentáveis, que não respeitam as áreas delimitadas para esta atividade ou não reflorestam as áreas verdes onde fazem as suas intervenções. No momento da compra, certifique-se que se trata de um negócio sustentável, que preserva a floresta de acordo com a lei nacional.
  4. Plante uma árvore
    Não será a primeira, nem a segunda vez, que terá lido a seguinte frase: “Plante uma árvore, tenha um filho, escreva um livro”. A beleza de acompanhar o crescimento de uma árvore e sazonalmente perceber as mudanças que se notam nestas espécies são motivos suficientes para juntar amigos e família e colocar mãos na terra (literalmente). Seja no jardim da sua casa, no jardim em frente à sua casa ou num local florestal à sua escolha, a plantação de árvores é, dizem os especialistas, uma das recomendações principais para diminuir os efeitos do aquecimento global. A pensar nos benefícios desta prática, os CTT e a Quercus lançam uma parceria para ajudar a reflorestar Portugal pelo 9.º ano consecutivo. Através desta parceria, pretendem reflorestar com espécies autóctones várias áreas protegidas, zonas classificadas e matas nacionais do nosso país, especialmente nas áreas mais fustigadas pelos incêndios.
    O kit “Uma Árvore pela Floresta” pode ser encontrado nas Lojas CTT, distribuídas por todo o país, e online, em ctt.pt, por quatro euros: ao adquirir o kit, registe-o no site do projeto, e durante 5 anos acompanhe a evolução do bosque que estará a ajudar a criar.
  5. Recicle, recicle, recicle
    São os pequenos gestos que fazem a diferença diariamente e a poupança dos recursos impede o desflorestamento. Evite imprimir materiais em papel e opte pela versão digital dos documentos. Procure utilizar ao máximo as folhas dos seus blocos de notas, prefira produtos reutilizáveis de boa qualidade e reutilize embalagens.
    Preservar a floresta é uma obrigação de todos nós. Os CTT e a Quercus já ultrapassaram a meta das 110 mil árvores plantadas, com uma redução significativa da pegada carbónica: junte-se a esta missão. Não é para amanhã: cuide da floresta já hoje.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Não é para amanhã: cuide da floresta já hoje

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião