Petróleo cai com expectativa de acordo nuclear com Irão

Se o acordo nuclear de 2015 for recuperado, Irão poderá aumentar as exportações de petróleo até 1,5 milhões de barris por dia e ajudar a resolver parte da escassez do mercado.

Os preços do petróleo recuam esta terça-feira com a expectativa de se recuperar o acordo nuclear do Irão de 2015, e cujo sucesso das negociações poderão aumentar as exportações iranianas, ajudando a resolver os problemas de oferta no mercado.

Pelas 19h48, o contrato de Brent que expira a 31 de agosto desvalorizava 0,38% para 96,28 dólares em Londres. Em Nova Iorque, o barril de crude WTI para entrega a 22 de agosto também cedia, 0,36% para 90,43 dólares.

Tanto o Brent como o crude subiram cerca de 2% na última sessão, depois de terem recuado para valores abaixo do que se registava antes da guerra da Rússia na Ucrânia.

Petróleo cai

“O espetro de um acordo nuclear entre EUA e Irão continuar a pairar no mercado”, consideram os analistas da ANZ Research numa nota citada pela Reuters.

A União Europeia apresentou esta segunda-feira um texto “final” para recuperar o acordo nuclear de 2015 com o Irão, estando a aguardar aprovações de Washington e de Teerão. Bruxelas espera uma decisão final dentro de “muito poucas semanas”, de acordo com um alto funcionário.

“Embora não se conheçam detalhes sobre o momento em que as exportações de petróleo do Irão poderão ser retomadas, é certo que haverá espaço para o Irão aumentar as exportações de forma relativamente rápida”, referiu o analista do Commonwealth Bank, Vivek Dhar.

Segundo Dhar, o Irão poderá aumentar as exportações entre um milhão e 1,5 milhões de barris por dia, até 1,5% da oferta, em seis meses.

“A recuperação do acordo nuclear de 2015 poderá fazer os preços do petróleo caírem significativamente, tendo em conta que os mercados não acreditam que seja alcançado um acordo”, acrescentou.

(Notícia atualizada às 19h53 com novas cotações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo cai com expectativa de acordo nuclear com Irão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião