Autoestradas com menos carros, mas receitas superam níveis pré-pandemia

  • ECO
  • 20 Agosto 2022

No primeiro semestre de 2022, a Brisa faturou 287,3 milhões de euros em portagens, ou seja, mais 1,5 milhões face aos 285,8 milhões de euros arrecadados em igual período de 2019.

Nos primeiros seis meses deste ano, houve menos 105 mil carros a circularem nas autoestradas portuguesas, face a igual período de 2019. Contudo, entre janeiro e junho a Brisa arrecadou mais 1,5 milhões de euros em portagens face ao período pré-pandémico, noticia o Jornal de Notícias (acesso condicionado).

No primeiro semestre, circularam 3.485.879 carros nas autoestradas concessionadas pela Brisa em Portugal, isto é, menos cerca de 105 mil face a igual período de 2019, quando tinham circulado 3.590.859 viaturas. Contas feitas, circularam, em média, 19.259 veículos por dia nos primeiros seis meses deste ano.

Apesar de o tráfego ainda estar abaixo dos níveis pré-pandemia, as receitas arrecadadas em portagens já superam os níveis de 2019. No primeiro semestre de 2022, a Brisa faturou 287,3 milhões de euros em portagens, ou seja, mais 1,5 milhões face aos 285,8 milhões de euros arrecadados em igual período de 2019. Segundo o mesmo jornal, é o valor mais alto dos últimos seis anos. Recorde-se que o presidente da Brisa já antecipou um aumento “significativo” das portagens, se o Governo não intervier e dado que a subida dos valores está indexada à inflação que se vai registar em outubro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Autoestradas com menos carros, mas receitas superam níveis pré-pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião