Galp aumenta produção e margem por barril de petróleo

Último trimestre do ano voltou a ser positivo para a petrolífera portuguesa: aumentou a produção de petróleo e viu a margem de refinação subir para 13,5 dólares por barril.

A Galp GALP 0,55% aumentou a produção de petróleo e viu a margem de refinação subir no quarto trimestre do ano passado à boleia da cotação da matéria-prima, enquanto diz que a dívida líquida caiu para cerca de 1,6 mil milhões de euros.

No trading update publicado esta segunda-feira, onde dá a conhecer os principais dados operacionais antes de apresentar as contas anuais (13 de fevereiro), a petrolífera anuncia um ligeiro crescimento na produção de petróleo, de 114,8 mil barris diários para 115,5 mil barris diários. Foi um aumento de 4% face ao trimestre homólogo.

No que toca à produção de petróleo ou equivalente, registou um aumento trimestral de 2% para 130,4 mil barris entre outubro e dezembro, o que corresponde a um aumento de 5% em termos anuais, com a Galp a indicar que a atividade em Moçambique já está a contribuir: fez o seu primeiro carregamento em novembro.

Com o quatro trimestre a ficar marcado por alguma recuperação do preço, a Galp registou uma subida de 75% da margem de refinação, de 7,7 dólares para 13,5 dólares por barril de petróleo ou equivalente – aquém, ainda assim, dos 22,3 dólares registados no segundo trimestre. Quanto ao fornecimento e trading de gás e LNG, a petrolífera disse que foi impactada por “restrições adicionais de fornecimento e ambiente desafiador de gás natural na Europa” – em outubro anunciou que a Nigéria não ia fazer todas as entregas de gás que estavam previstas.

As vendas de petróleo caíram no final do ano passado, suspendendo a tendência de recuperação que registava após a pandemia, adianta ainda a empresa liderada por Filipe Silva. Também as temperaturas mais quentes fizeram com que vendesse menos gás.

Em termos de desempenho financeiro, a Galp fala em “expectativa de uma geração robusta de cash flow operacional” e revela que a dívida líquida deverá ter reduzido para 1,6 mil milhões de euros no final do trimestre, isto enquanto diz que ainda está a avaliar o impacto da windfall taxes em Portugal e Espanha. “Qualquer impacto estimado será provisionado nos itens não recorrentes”, refere.

Já ao projeto de transformação da refinaria de Matosinhos levou a uma provisão de 60 milhões de euros.

(Notícia atualizada às 7h40)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp aumenta produção e margem por barril de petróleo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião