Bancos centrais vs mercados. Quem tem razão na inflação?premium

Os bancos centrais arriscam serem ultrapassados pela realidade, ou a inflação é mesmo transitória. A resposta chega em 2022, mas economistas ouvidos pelo ECO estão ao lado de Lagarde e Jerome Powell.

Ao longo dos últimos anos, os bancos centrais habituaram-se a transmitir aos mercados o rumo futuro da sua política monetária futura. Os investidores habituaram-se a antecipar corretamente os passos seguintes dos bancos centrais. Regra geral, esta comunicação tem funcionado bem, quase que com sinais de fumo, permitindo um ajuste nos mercados sem turbulência. É o chamado “guidance”, que os responsáveis de política monetária vão ajustando nas declarações que fazem habitualmente e nos comunicados que emitem após decisões de política monetária. É um dos pilares fundamentais da estabilidade dos mercados, mas esta relação já conheceu melhores dias. A incerteza relacionada com pandemia deixou os dois lados da barricada com perspetivas diferentes para o rumo da política monetária. A “culpa” é

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos