Os investidores ativistas já não procuram só o lucro?premium

Musk quer o Twitter para defender a liberdade de expressão. Há cada vez mais campanhas relacionadas com o ESG. Está a ganhar força uma nova onda de investidores ativistas, ou só a forma é diferente?

Nos primeiros anos do século XVII, Isaac le Maireestava descontente com o rumo da Dutch East India Company, companhia holandesa que ajudou a fundar e tinha os direitos para explorar as rotas comerciais com a Índia. O empresário, e na altura milionário investidor, saiu da administração, tendo lançado uma campanha contra a empresa, através de rumores, lobbyjunto de membros do governo e outras ações. Com o intuito de pressionar em baixa os preços das ações, vendeu os títulos da companhia a descoberto. A sua estratégia não deu resultado, foi derrotado pela administração da Dutch East India Company e pelo governo holandês, que o proibiu de usar a única rota para a Índia conhecida na altura (contornando o Cabo da Boa Esperança). Isaac le Maire não desistiu, foi à procura de um novo caminho

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos