O outro assalto aos portuguesespremium

Milhões de portugueses são assaltados várias vezes por ano graças ao roubo dos seus dados pessoais. O caso da TAP é só o mais recente.

O ataque informático à TAPveio voltar a pôr a nu as práticas abusivas e lesivas da cidadania que são praticados diariamente por empresas e instituições. O que se passou na TAP com o gigantesco roubo de dados pessoais só é diferente por causa da escala e da exposição da empresa, porque infelizmente o comportamento é rotineiro: os dados são armazenados com proteções insuficientes, os criminosos acedem com sucesso a esses dados e as empresas não só mentem enquanto podem, como nem se dão ao trabalho de notificar os clientes que foram vítimas. A TAP começou por dizerque os dados dos clientes não tinham sido afetados para agora vir assumir que afinal até foram - depois de os hackers começarem a despejar esses mesmos dados na net. De acordo com os comunicados da empresa, os hackers acederam "

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos