O que significam as três setas no símbolo do PSD?

O líder do PSD admite ficar dependente do Chega para governar. Para quem queria "libertar o país da extrema-esquerda”, não deveria querer amarrá-lo à extrema-direita xenófoba.

O que significam as três setas no símbolo do PSD? São setas que têm a sua origem na luta dos sociais-democratas contra o nazismo na Alemanha. Quando os nazis desenhavam nas paredes uma cruz gamada ou a cruz suástica, vinham depois os social-democratas à socapa e desenhavam por cima três setas.

Assim nasceram as três setas da social-democracia, um símbolo da luta contra o nazismo e que representa as géneses dos valores do partido.

Há uns anos valentes, Durão Barroso tentou mudar as setas e estilizar o símbolo do PSD, o que provocou na altura a revolta de alguns militantes, como Virgínia Estorninho. Há três anos, com a remodelação no site do PSD, o símbolo do partido perdeu as míticas setas, mas rapidamente foram repostas perante o desagrado dos militantes com mais memória.

Os símbolos servem para cristalizar os valores dos partidos e servem para os lembrar o que são e de onde vieram. E o PSD é um partido social-democrata, tolerante, inclusivo e aberto à diversidade. Daí serem despropositadas e ofensivas as palavras de Rosa Mota que na semana passada veio acusar o líder do PSD de ser um “nazizinho”.

Estando nos antípodas do nazismo, os valores da social-democracia não sobrevivem apenas de símbolos.

São preocupantes as palavras de Rui Rio que esta segunda-feira, em entrevista à Antena 1, veio admitir governar com o apoio dos votos do Chega. Um partido que o seu colega de partido Jorge Moreira da Silva classificou de “racista, xenófobo, extremista e radical”.

Questionado pelos jornalistas da Antena 1 se os votos do Chega vão ser importantes para o PSD, Rui Rio respondeu: “O que quer que eu faça? Que peça ao presidente da Assembleia da República que é para os deputados do Chega não votarem e saírem da sala na altura de votar um qualquer documento de relevo, como uma moção de confiança, ou um Orçamento do Estado?”

“Se nós ganharmos, os deputados do Chega têm de ver se viabilizam um Governo do PSD — que poderá ser com a IL e o CDS, ou não, logo vemos o resultado — ou se não viabiliza e vai juntar os seus votos ao Bloco de Esquerda e o PCP, contra o Governo”, explicou o presidente do PSD.

Onde é que já ouvimos uma frase quase igual a esta? Ouvimo-la do PS e de António Costa que na negociação o Orçamento do Estado para 2021 acusou o Bloco de Esquerda precisamente de “preferir juntar os seus votos à direita, nomeadamente ao Chega e à Iniciativa Liberal”.

O PSD, a julgar pelas palavras de Rui Rio, quer governar como António Costa governou com o Bloco de Esquerda nesta segunda legislatura:

  1. Rui Rio não quer um acordo escrito com o Chega, como António Costa não quis um acordo escrito com o Bloco de Esquerda.
  2. Rui Rio não quer André Ventura num Governo PSD, como António Costa não quis Catarina Martins num Governo PS.
  3. Mas Rui Rio aceita que a viabilização dos seus orçamentos fique dependente da boa vontade do Chega, assim como Costa quis que o Bloco de Esquerda viabilizasse os orçamentos da geringonça.

Daí Costa ter perguntado ao Bloco se queria juntar os seus votos ao Chega e à Iniciativa Liberal, e daí Rio ter perguntado ao Chega se queria juntar os seus votos aos do Bloco e do PCP.

Não deixa de ser irónico que Rui Rio tenha chegado à liderança do PSD a prometer “libertar o país da extrema-esquerda”, e agora quer amarrá-lo à extrema-direita “racista, xenófoba, extremista e radical”.

Quando esse dia chegar, aí sim, podem mandar retirar e esconder as três setas do símbolo do PSD.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

O que significam as três setas no símbolo do PSD?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião