Portugal tem eletricidade mais barata que Espanha e que a média da UE

  • Pedro Amaral Jorge
  • 22 Outubro 2021

Em Espanha a eletricidade custa mais 12,5% aos clientes domésticos do que em Portugal. Os consumidores dos 27 países da União Europeia pagam, em média, mais 3,2% que os portugueses.

Os preços médios de eletricidade em Portugal, tanto para os consumidores domésticos como para os consumidores não-domésticos, são inferiores aos valores registados em Espanha e nos países da União Europeia.

A análise consta do boletim semestral de comparação de preços da ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos), referente ao primeiro semestre de 2021, que tem em conta a informação publicada pelo Eurostat relativa aos preços de eletricidade na União Europeia.

Em Espanha a eletricidade custa mais 12,5% aos clientes domésticos do que em Portugal. Os consumidores dos 27 países da União Europeia pagam, em média, mais 3,2% que os portugueses. No segmento não-doméstico os preços registados nos 19 países da zona Euro, por exemplo, são superiores em 18,7% face aos registados em Portugal.

Isto acontece apesar da componente de taxas, impostos e outros custos decorrentes de políticas energéticas pesar mais na fatura dos clientes domésticos em Portugal do que a média europeia.

No primeiro semestre de 2021, Portugal registou uma descida dos preços de eletricidade nos segmentos doméstico (-1,7%) e não-doméstico (-1,8%), face ao semestre homólogo de 2020.

A elevada incorporação de eletricidade produzida a partir das várias fontes renováveis ajuda a explicar o bom posicionamento de Portugal. As tarifas fixas pagas aos produtores de eletricidade renovável garantem preços mais baixos aos consumidores Portugueses numa altura em que o megawatt hora já ultrapassa os 200 euros.

Os preços de eletricidade são mais altos na Alemanha, Bélgica e Irlanda, países com menos incorporação renovável que Portugal.

Já os preços mais baixos registam-se sobretudo nos países do leste da Europa, que continuam a usar muito carvão para a produção de eletricidade, mas onde a matéria prima é mais barata.

Portugal está a percorrer o caminho correto: apostou em renováveis que estão a dar provas de contribuir para baixar o preço da eletricidade num contexto de subida generalizada como consequência do aumento do preço do gás natural e das licenças de emissões de gases com efeitos de estufa que estão a fazer disparar as faturas dos consumidores na Europa e no mundo.

  • Pedro Amaral Jorge
  • Presidente da APREN

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal tem eletricidade mais barata que Espanha e que a média da UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião