Expansão do aeroporto

Zero tem alertado para a necessidade de uma Avaliação Ambiental Estratégica, em vez de uma Avaliação de Impacte Ambiental desde o início do processo para a escolha do local para o novo aeroporto.

A construção do aeroporto complementar do Montijo implica a relocalização das aeronaves da Força Aérea Portuguesa, operação cuja despesa deverá ser suportada pela concessionária Vinci.