Embaixada norte-americana e Microsoft ajudam startups portuguesas a investir nos EUA

Vencedor da competição promovida pela Embaixada norte-americana e pela Microsoft terão direito a viagens aos EUA e a reuniões com investidores, entre vários outros prémios

A Embaixada dos Estados Unidos em Portugal juntou-se à Microsoft para promover uma competição de startups, que vai servir para apoiar startups tecnológicas portuguesas que queiram investir nos Estados Unidos. A competição surge no âmbito do Journey to Web Summit, programa promovido pela Ativar Portugal para ajudar startups que queiram participar no maior evento de tecnologia e empreendedorismo do mundo.

A competição, dirigida a empresas que procuram expandir a atividade para o mercado norte-americano, oferece vários prémios o vencedor. Desde bilhetes para o Web Summit até três colaboradores, até viagens de ida e volta a Boston, patrocinadas pela TAP. O prémio inclui, ainda, assistência jurídica de um escritório de advogados, para a criação de uma entidade jurídica norte-americana, e o apoio em reuniões individuais com clientes, investidores, aceleradores e outros parceiros.

Os interessados poderão enviar as candidaturas até dia 2 de outubro. Fechado o prazo de candidaturas, um júri loca vai escolher oito finalistas, que serão convidados para um evento, onde outro júri, composto por investidores de risco internacionais, aceleradores de startups e consultores técnicos da Microsoft, vão escolher o vencedor.

O vencedor da competição será anunciado a 18 de outubro, durante o seminário SelectUSA Tech, numa sessão promovida pela Embaixada e pela Microsoft, que incluirá o pitch dos oito finalistas.

As candidaturas devem ser feitas aqui.

Comentários ({{ total }})

Embaixada norte-americana e Microsoft ajudam startups portuguesas a investir nos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião