União Europeia suspendeu sanções e já não considera as FARC como uma organização terrorista

Foi assinado esta segunda-feira o acordo de paz entre a Colombia e as FARC. Para ajudar o país, a UE suspendeu as sanções económicas às FARC e retirou o movimento da lista de organizações terroristas.

A União Europeia (UE) suspendeu as sanções às FARC graças ao acordo de paz assinado no arranque desta semana. O anúncio foi feito pela chefe da diplomacia europeia antes da assinatura do acordo entre o Presidente colombiano e o chefe das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Federica Mogherini garantiu que “isto vai permitir-nos apoiar o programa pós-conflito, benéfico para o povo colombiano”.

Esta é uma suspensão, não uma eliminação total da lista. Significa assim que, a título provisório, as FARC vão ver os seus bens descongelados, vão poder dispor de fundos, entre outras sanções aplicadas quando foram consideradas uma organização terrorista. Além disso, a UE vai lançar um pacote de quase 600 milhões de euros para ajudar a consolidar a paz na Colômbia.

 

A decisão foi feita pelo Conselho da Europa e estima-se que prolongue-se durante seis meses. Após esse período e conforme o cumprimento do acordo de paz, existirá uma nova avaliação da situação diplomática com a Colômbia, em específico as FARC.

As FARC estavam desde 1964 em guerra contra o governo colombiano. Após o 11 de setembro, foi criada pela União Europeia uma lista de organizações terroristas onde as FARC foram incluídas em 2002. A inclusão na lista implicou o imediato congelamento de fundos e bens financeiros dos membros das FARC em território dos países europeus.

Editado por Paulo Moutinho

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

União Europeia suspendeu sanções e já não considera as FARC como uma organização terrorista

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião