Amancio Ortega compra Torre Cepsa por 490 milhões

Dono da Zara volta a investir centenas de milhões em imobiliário. Operação é uma das mais importantes do sector em Espanha.

Amancio Ortega, o milionário e dono do império Inditex, fundador da Zara, comprou a Torre Cepsa em Madrid por 490 milhões de euros. O edifício é um dos quatro arranha-céus do complexo Cuatro Torres, no norte da cidade. O negócio, feito pela imobiliária de Ortega, Pontegadea, foi concretizado depois de o galego ter apresentado uma oferta de compra ao IPIC, o fundo estatal de Abu Dabi, dono da Cepsa, inquilina do edifício desde 2013. O edifício pertencia agora ao Bankia.

O negócio ter-se-á realizado em dois momentos, de acordo com o diário espanhol Cinco Días. Amancio Ortega compra assim mais um edifício emblemático da capital espanhola depois de, em 2011, ter desembolsado 400 milhões de euros para comprar a Torre Picasso, o número 32 da Gran Vía, em Madrid. Além de edifícios de Madrid, o dono da Inditex tem um largo património em edifícios de cidades como Londres, Paris, Nova Iorque e até Lisboa.

A venda da Torre Cepsa é considerada uma das operações chave do mercado imobiliário espanhol. O imóvel conta com uma superfície de mais de 109.000 metros quadrados de escritórios e quase 40 mil metros quadrados em cinco andares de garagens. Depois da compra, o edifício continuará a ser arrendado à Cepsa. A Pontegadea, a empresa imobiliária de Ortega, fechou 2015 com um volume total de ativos de 6.058 milhões de euros, quase mais 500 milhões do que no ano anterior.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Amancio Ortega compra Torre Cepsa por 490 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião