Libra tem maior subida em mais de um mês

O alívio dos receios em torno do Brexit está a reduzir a pressão sobre a divisa britânica. O mercado aproveita para tomar mais-valias.

A pressão sobre a libra está a aliviar hoje. A divisa britânica regista neste momento o maior avanço em mais de um mês face ao dólar, a beneficiar do alívio dos receios em torno do Brexit, depois de a primeira-ministra britânica, Theresa May, ter aceitado que o parlamento se pronuncie sobre o seu plano de retirar o Reino Unido da União Europeia.

A libra avança 1,2%, para os 1,2269 dólares, sendo que já chegou a valorizar perto de 1,7%. Avança contra a moeda norte-americana, mas também face à divisa da Zona Euro, registando um ganho da mesma dimensão.

“Atendendo à forma agressiva como o mercado estava curto em relação à libra, as perspetivas de o parlamento do Reino Unido pelo menos discutir a desvantagem de uma ‘saída dura’ encorajou à substancial tomada de mais-valias nessas posições“, afirmou Sean Callow, estratego do Westpac Banking, em Sidney.

Na semana passada, os hedge funds e outros grandes investidores aumentaram, para um nível recorde, as suas apostas em relação a uma libra mais fraca face ao dólar, segundo dados compilados pela Commodity Futures Trading Comission que remontam até 1992.

A pressão sobre a libra atingiu um auge no final da semana passada quando o valor da moeda afundou momentaneamente para o valor mais baixo em 31 anos. Apesar da recuperação na sessão de hoje, o sinal continua vermelho para a libra que apresenta uma queda de mais de 6% este mês.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Libra tem maior subida em mais de um mês

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião