Lloyds quer dispensar mais de mil funcionários

  • Rita Atalaia
  • 12 Outubro 2016

O Lloyds continua a apostar no corte dos custos e vai dispensar mais de mil funcionários. O banco liderado por António Horta-Osório quer eliminar cerca de 12.000 postos de trabalho até 2017.

O Lloyds, liderado pelo português António Horta-Osório, vai despedir mais de mil funcionários. A decisão é tomada no âmbito de um plano do banco britânico para eliminar cerca de 12.000 postos de trabalho até ao próximo ano.

A Bloomberg diz que a informação é avançada num comunicado do sindicato que representa os funcionários do banco. O despedimento de mais 1.340 empregados aumenta o número de funcionários dispensados até agora para cerca de 8.680 e acontece nas unidades de banca de retalho, empréstimos hipotecários, tecnologia e operações de risco.

O banco, que emprega mais de 74 mil pessoas, vai criar 110 novas posições para deslocar alguns dos empregados, juntando-se a outras instituições que estão a tentar cortar custos. O ING já disse que vai demitir sete mil pessoas e o Commerzbank quer eliminar quase dez mil postos de trabalho.

O CEO aumentou os despedimentos em julho numa tentativa de recuperar a rentabilidade obtida com os empréstimos. No entanto, esta tarefa está a ser dificultada pelas taxas de juro em mínimos recorde. Entretanto, o Governo do Reino Unido, que detém 9% do banco, retomou o processo de venda das ações da instituição financeira na semana passada.

As ações do banco estão a reagir negativamente, caindo 1,3%, num dia negativo para as praças europeias.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lloyds quer dispensar mais de mil funcionários

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião