Petróleo em queda depois de máximos de 15 meses

  • Ana Luísa Alves
  • 20 Outubro 2016

Depois de ter atingido máximos de 15 meses, o petróleo regista esta quinta-feira uma queda de 1,87%.

O petróleo está esta quinta-feira em queda, depois de máximos de quinze meses e depois de esta quarta-feira terem sido atingidos os valores mais altos desde julho de 2015.

O crude regista na sessão desta quinta-feira uma queda de 1,82% para os 51,71 dólares o barril sendo que, até há bem pouco tempo, e durante algumas semanas, os preços por barril tenham estado abaixo dos 50 dólares.

Depois da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), no passado mês de setembro, os preços voltaram a subir. Como resultado da reunião ficou estipulado que se devia cortar a produção, por parte de todos os estados-membros para reequilibrar o mercado petrolífero e combater os preços baixos que se fizeram sentir durante algumas semanas.

Estamos a retroceder nos ganhos de ontem conduzidos pelo ‘empate’ com o brent, nos EUA”, referiu Harry Tchilinguirian, estratega do BNP Paribas, em Londres consultado pela Bloomberg.

Na sessão de ontem, no entanto, o petróleo registou ganhos na ordem dos 2%.

Sabia que…

Dia Europeu da Estatística / Fonte: INE
Dia Europeu da Estatística / Fonte: INE

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo em queda depois de máximos de 15 meses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião