Metro de Lisboa: Agora é que vai começar a melhorar

Tiago Farias, presidente da Transportes de Lisboa, garante que os passageiros vão começar a notar melhorias no Metro de Lisboa a partir do fim do ano.

Tiago Farias, presidente da Transportes de Lisboa garante que os passageiros vão começar a notar melhorias graduais no Metropolitano de Lisboa a partir do fim do ano. Em entrevista à Rádio Renascença, o presidente dos Transportes de Lisboa detalha o plano de reparação de comboios e admite que há problemas provocados pela falta de investimento nos anos da ‘Troika’.

Em causa estão as perturbações na Linha Verde e Amarela da rede do Metropolitano de Lisboa.

Houve nos últimos anos um forte desinvestimento nas empresas e nas suas infraestruturas e nos recursos humanos: no universo Carris-Metro saíram mil pessoas. Neste momento estamos a repor o nível de disponibilidade e de serviço do material circulante, isso está a acontecer e contamos que a partir do fim do ano se note uma recuperação, e estamos num processo de contratação de mais recursos humanos, para que possamos ter depois o material circulante e os recursos humanos para oferecer um serviço de maior qualidade”, afirma o presidente da Transportes de Lisboa.

Tiago Farias adianta ainda que o Metro precisa de mais maquinistas estando o recrutamento em curso.

“Estamos num processo de contratação de 30 novos colaboradores e uma parte deles será para suprimir a necessidade em termos de maquinistas”, adianta aquele responsável.

Tiago Farias refere que ” o processo de contratação foi muito concorrido, houve mais de mil candidaturas para 30 vagas e é um processo que está a decorrer”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Metro de Lisboa: Agora é que vai começar a melhorar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião