Deco avança com processo judicial contra a Volkswagen 

  • Ana Luísa Alves
  • 2 Novembro 2016

Em comunicado, a Deco referiu que foi ultrapassado o "tempo razoável de espera para os consumidores portugueses", e vai levar a tribunal o fabricante de carros alemão.

A DECO vai avançar com um processo judicial contra a Volkswagen, de modo a que os consumidores afetados sejam recompensados, um ano depois de se ter tornado pública a manipulação fraudulenta de emissões, avança esta quarta-feira o jornal i. A importadora portuguesa SIVA, SEAT e a Volkswagen espanhola também vão ser levadas a tribunal.

Em comunicado, a DECO refere que assim que possível vão ser divulgadas mais informações do processo. Em causa está a emissão fraudulenta dos automóveis e o reconhecimento por parte da SIVA da existência de cerca de 50 mil carros que continuam à espera de intervenção técnica para resolver o problema. No entanto, a importadora não sabe ao certo do tempo que vai ser necessário para isto.

A DECO revela ainda que fez um teste e comprovou a ineficácia da intervenção em curso, ou seja, as emissões acima do permitido não foram solucionadas.

O Governo, nomeadamente o Ministério do Ambiente, já foi questionado sobre o impacto do excesso de emissões, e o Ministério da Economia, sobre o estado da realização das tarefas anunciadas no relatório preliminar.

No mesmo comunicado, a DECO refere que acompanhou os “contactos realizados pela Federação Europeia das Associações de Consumidores (BEUC) que tentou sensibilizar a Volkswagen para a necessidade de promover a igualdade de tratamento entre todos os consumidores europeus e norte-americanos”. Nos Estados Unidos da América, o fabricante alemão vai pagar aproximadamente 14 mil milhões de dólares em compensações. Deste valor, 10 mil milhões serão usados para a indemnização dos clientes afetados. Na Europa, a marca nega qualquer pagamento.

Texto editado por Mariana de Araújo Barbosa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Deco avança com processo judicial contra a Volkswagen 

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião