CGD vai reduzir capital para limpar perdas

  • Rita Atalaia
  • 7 Novembro 2016

A Caixa Geral de Depósitos tem de dar vários passos no processo de capitalização. O primeiro será a limpeza dos prejuízos acumulados desde 2011 com uma redução de capital.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) fará uma redução de capital para limpar os prejuízos acumulados desde 2011. Esta “limpeza” é o primeiro passo da capitalização do banco estatal e é essencial para o banco emitir dívida de “elevada subordinação”. Isto é, com risco mais elevado.

Antes de emitir estes títulos junto de investidores privados, o banco fará uma redução do capital destinada a limpar os prejuízos acumulados nos últimos exercícios, segundo uma fonte da CGD, citada pelo Jornal de Negócios. O banco tinha reservas negativas e prejuízos de anos anterior que vai cobrir agora com capital. Há, por isso, uma redução do capital.

Estas reservas e resultados transitados negativos no valor de 913 milhões no final do primeiro semestre impedem que o banco possa distribuir dividendos e remunerar os investidores que venham a subscrever os títulos de dívida de “elevada subordinação”, que o banco tem de emitir no âmbito do plano de capitalização.

Desta forma, a redução capital ajuda a instituição a libertar-se de mais de 1,1 mil milhões de euros de perdas acumuladas. Para além disso, também ajuda a criar condições para que a CGD possa entrar nos mercados e angariar mil milhões de dívida de “elevada subordinação”. Portanto, com risco mais elevado.

A redução do capital foi a solução encontrada pela CGD para responder a isto. E vai acontecer em simultâneo com a primeira tranche do aumento de capital do banco prevista no plano acordado com Bruxelas. A primeira fase deste aumento de capital será feita através da conversão em ações de 960 milhões de euros de obrigações subordinadas de conversão contingente, os CoCos, subscritas pelo Estado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CGD vai reduzir capital para limpar perdas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião