Wall Street sem medo de Trump. Dow Jones perto de recorde

  • Leonor Rodrigues
  • 9 Novembro 2016

Os investidores norte-americanos relativizaram a vitória de Trump nas eleições dos EUA. As praças norte-americana abriram em queda, mas fecharam a ganhar mais de 1%.

As bolsas norte-americanas fecharam a… subir. Depois de um arranque de dia negro nos mercados internacionais perante a vitória de Trump nas eleições presidenciais, contrariando as sondagens que davam Hillary como vencedora, os índices recuperaram. E em Wall Street o Dow Jones ficou perto de recorde.

No início do dia, os investidores europeus ainda se mostraram receosos, com os índices de referência a registarem perdas de 2% e 3%, mas terminaram com ganhos. Wall Street abriu com perdas ligeiras, acentuando a tendência durante a sessão.

O S&P 500 fechou a ganhar 1,1% para os 2.163,11 pontos, já o Nasdaq ganhou 1,11%. O destaque foi para o Dow Jones que valorizou 1,4% para chegar aos 18.589,62 pontos. Num dia de grande tensão nos mercados, o índice acabou por aproximar-se do nível mais elevado de sempre.

Os investidores acabaram por relativizar a vitória do republicano. E setores como o da construção e obras públicas destacaram-se pela positiva, com ganhos expressivos na expectativa de obterem resultados mais avultados suportados pelo desejo de Trump de aumentar os gastos em infraestruturas.

A puxar pelas bolsas estiveram ainda os títulos do setor financeiro, mais uma vez apoiados na visão do futuro presidente norte-americano que se mostra mais liberal relativamente à regulação. O foco de Trump é ter a banca a funcionar no financiamento da economia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street sem medo de Trump. Dow Jones perto de recorde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião