David Neeleman: “Estamos a crescer mais rápido do que o aeroporto”

A TAP está a alargar a operação em vários continentes e o aeroporto da Portela tem de acompanhar o ritmo, defende o acionista da companhia aérea.

David Neeleman está “frustrado” com o aeroporto da Portela e deixa novo apelo ao Governo para que acelere o processo de abertura do aeroporto no Montijo.

“Estamos a crescer mais rápido do que o aeroporto”, disse o acionista da TAP, à margem da sua apresentação no Web Summit. “Temos de abrir mais rotas, mais ligações, mais cidades. Vamos chegar a muitas cidades secundárias no Nordeste do Brasil, EUA e África, mas o aeroporto tem de fazer a mesma coisa”, sublinhou.

E voltou a sublinhar que a TAP não pode “esperar três anos” para que o aeroporto do Montijo seja aberto. “Temos de fazer mais rápido do que estamos a fazer hoje”.

Questionado sobre se tem tentado chegar ao Governo com este apelo, David Neeleman reforça que têm feito “todo o possível” e que sabe que “não é fácil”. Seja como for, salienta, “todos, o Governo, a Força Aérea, a ANA, a TAP, todos temos de trabalhar juntos”, porque “o país precisa do desenvolvimento económico através do turismo”.

“Os governos têm de perceber que os aeroportos são um motor económico que têm de ser estimulados e não um sítio onde se vai buscar dinheiro”, concluiu David Neeleman.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

David Neeleman: “Estamos a crescer mais rápido do que o aeroporto”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião