PSI-20 em mínimos de quatro meses. EDP pressiona

  • Ana Luísa Alves
  • 10 Novembro 2016

O PSI-20 deslizou quase 2%, penalizado pelas perdas dos títulos do setor energético. A Jerónimo Martins também pesou na negociação.

A bolsa portuguesa fechou a sessão desta quarta-feira a cair, recuando pela segunda vez consecutiva. O PSI-20 caiu quase 2% para os 4.408,72, atingindo mínimos de quatro meses, pressionado pelo desempenho negativo dos títulos das energéticas. O Grupo EDP colocou pressão na negociação em Lisboa.

A EDP e a EDP Renováveis afundaram, sendo que a empresa liderada por Manso Neto recuou 5,88% para os 5,73 euros. A empresa-mãe recuou 5% para os 2,70 euros por ação. Grande parte do negócio eólico da EDP está nos EUA, onde a eleição de Trump para novo presidente abalou os mercados. Em dois dias, o Grupo EDP encolheu em 1,5 mil milhões de euros.

A Jerónimo Martins também pesou na sessão ao cair 3,40% para os 15,04 euros, ao contrário da Sonae. A retalhista apresentou um dos melhores desempenhos do dia ao somar 4,45% para 0,75 euros depois de ter apresentado os seus resultados dos primeiros nove meses.

Destaque positivo também para o BCP, que avançou esta quinta-feira mais de 2%, embora tenha apresentado prejuízos de 251,1 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano. A subida dos títulos do banco reflete o interesse da Sonangol em também superar a fasquia dos 20% do capital, tal como a Fosun.

Com esta queda, a bolsa de Lisboa destacou-se pela negativa entre as principais praças europeias. Só a praça espanhola teve um registo tão negativo quanto o mercado nacional ao ceder 1,59%. Também em Londres, a FTSE registou um recuo de 1,16%, já o Stoxx 600 perdeu 0,27%.

(Notícia atualizada às 16:50)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PSI-20 em mínimos de quatro meses. EDP pressiona

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião