Ex-Goldman Sachs apontado para as Finanças dos EUA

  • Juliana Nogueira Santos
  • 14 Novembro 2016

A Bloomberg avança que Steven Mnuchin, antigo executivo do Goldman Sachs, poderá ser a escolha de Donald Trump para a pasta do Tesouro.

A equipa de Trump está a ser montada aos poucos, mas são já alguns os nomes que têm sido indicados para ocupar os cargos mais importantes da Administração, como Sarah Palin (Interior) ou Rudy Giuliani (Procurador-geral). A Bloomberg avança agora outro para a posição de secretário do Tesouro: Steven Mnuchin.

Mnuchin foi o diretor financeiro da campanha do republicano e passou ao longo da sua carreira por várias instituições financeiras glorificadas por Trump: esteve 17 anos no Goldman Sachs, onde subiu ao cargo de diretor de informática, saiu depois para criar e gerir um fundo de investimento, o Dune Capital Management LP. Entretanto colaborou com George Soros e, mais recentemente, dedicou-se a Hollywood e produziu vários sucessos de bilheteira. Será portanto uma forma de o candidato republicano agradecer a lealdade mostrada por Mnuchin durante a campanha.

Segundo fontes próximas do processo, o nome foi indicado pela equipa de transição e faltará apenas o aval do Presidente eleito para que este se formalize. A confirmar-se, será o terceiro antigo executivo do banco de investimento a ficar responsável pela pasta das Finanças.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ex-Goldman Sachs apontado para as Finanças dos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião