Petróleo cada vez mais perto dos 50 dólares

O preço da matéria-prima continua a acelerar. Os investidores estão cada vez mais confiantes em como o cartel será capaz de alcançar um acordo para travar a oferta de petróleo.

O petróleo continua a valorizar nos mercados internacionais. Está já perto da fasquia dos 50 dólares em Londres, com os investidores cada vez mais confiantes em como a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) vão conseguir acertar os detalhes para um corte na produção.

Enquanto o West Texas Intermediate (WTI), negociado nos EUA, segue a ganhar 1% para 48,72 dólares, em Londres o Brent está a subir 0,98% para 49,38 dólares. Está, assim, cada vez mais perto de voltar ao patamar dos 50 dólares por barril.

Petróleo a caminho dos 50 dólares

petroleo-01
Fonte: Bloomberg (valores em dólares por barril)

Mantém-se a tendência de ganhos, depois das fortes subidas registadas na primeira sessão da semana. E a explicação para esta forte valorização das cotações da matéria-prima está o otimismo dos investidores em torno de uma redução da oferta por parte da OPEP.

Iraque e Irão vieram aumentar a perspetiva de um acordo no dia 30. Do lado do Iraque, o ministro do Petróleo Jabbar Al-Luaibi disse que o país vai fazer propostas para ajudar a encontrar um acordo, e o seu homólogo no Irão afirmou ser “altamente provável” que o acordo fosse aprovado na reunião de Viena.

“Um acordo na OPEP levaria o petróleo a superar a fasquia dos 50 dólares”, diz Evan Lucas, estratega da IG, citado pela Bloomberg. o barril da matéria-prima baixou da fasquia dos 50 dólares no final de outubro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo cada vez mais perto dos 50 dólares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião