PS mais perto da maioria absoluta, PSD em mínimos

  • ECO
  • 25 Novembro 2016

Se as eleições fossem hoje, como seria o resultado. Para o PS, seriam bons. Ficaria à porta da maioria absoluta, mas para o PSD não. As intenções de voto estão perto de mínimos históricos.

O Governo do PS, apoiado pelo Bloco de Esquerda e o PCP, faz um ano. Foi esta a solução encontrada para que António Costa tomasse as rédeas do país, mas se as eleições fossem hoje, poderia não ser necessário este entendimento à esquerda. As sondagens põem o PS perto da maioria absoluta, já as intenções de voto no PSD estão perto de mínimos históricos.

Os socialistas surgem à frente na sondagem da Universidade Católica para a RTP, Antena 1, Jornal de Notícias e Diário de Notícias. Conta com 43% das intenções de voto, acima dos 34% que uma sondagem dava ao PS há um ano. Esta sondagem põe, assim, Costa perto de uma maioria absoluta, perto de poder dispensar os outros partidos da esquerda.

O Bloco de Esquerda surge com 8% das intenções de voto, acima dos 6% da CDU, tendo ambos perdido dois pontos percentuais face à votação nas últimas legislativas. Em conjunto, PS, BE e CDU contam com 57% das intenções de voto.

O PSD fica-se pelos 30%, perto de um mínimo histórico, já o CDS-PP recolhe 6% das intenções de voto. PSD e CDS somam 36% das intenções de voto, segundo a sondagem da Universidade Católica. É um resultado que fica bem abaixo dos 41% obtidos nas eleições.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PS mais perto da maioria absoluta, PSD em mínimos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião