Os telemóveis mataram os PC’s no acesso à internet

  • Tiago Varzim
  • 20 Dezembro 2016

Não é só em Portugal. É um dado adquirido na União Europeia: os telemóveis já são (muito) mais usados para aceder à internet. O país onde isso se mais verifica é em Espanha.

Quase oito em dez utilizadores da internet na União Europeia navegam através de um telemóvel. A conclusão é de um estudo do Eurostat para 2016 e mostra resultados semelhantes em Portugal: 78% dos acessos online são feitos por smartphones, em comparação com 73% nos portáteis, 46% nos computadores fixos e 44% nos tablets. Portugal está em linha com a média europeia.

Percentagem de utilizadores a navegar na internet pelo telemóvel

Fonte: Eurostat. Dados dos últimos três meses.
Fonte: Eurostat.
Dados dos últimos três meses.

É em Espanha que a percentagem de acesso à internet através do telemóvel é a mais alta: 93%. Em contrapartida, os acessos através dos portáteis é bem mais reduzida (58%) assim como a nos computadores fixos (45%) e nos tablets (42%). A média da União Europeia é semelhante aos resultados portugueses: 79% por smartphones, 64% por portáteis, 54% por computadores fixos e 44% por tablets.

O estudo divulgado esta terça-feira pelo Eurostat revela que mais de 80% das pessoas entre os 16 e os 74 anos na União Europeia usou a internet em 2016. Nos últimos doze meses, mais de 70% dos utilizadores de internet forneceram dados pessoais online. No entanto, muitos deles, escreve o Eurostat, usam diversas estratégias para controlar o acesso à informação pessoal na internet.

Quase metade dos utilizadores recusou-se a dar acesso a dados pessoais para publicidade e 40% limitou o acesso ao seu perfil numa rede social. E um dado surpreendente: 37% dos utilizadores de internet leram as declarações de política de privacidade das empresas e 31% restringiram o acesso à localização geográfica.

Em Portugal, esses dados são ainda mais expressivos: 48% restringiu o acesso à localização geográfica e 44% leu a declaração de política de privacidade do website em questão. Além disso, apenas 49% forneceram dados pessoais online, contra os 70% da média europeia.

Editado por Paulo Moutinho

Comentários ({{ total }})

Os telemóveis mataram os PC’s no acesso à internet

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião