Portugueses gastam cada vez mais em compras online

Os portugueses têm vindo a gastar mais dinheiro em compras online. Este ano, deverão chegar aos 2,33 mil milhões de euros e a tendência é para continuar.

Os portugueses deverão gastar 2,65 mil milhões de euros em compras online no próximo ano, prevê um estudo da Ipsos para a empresa de pagamentos PayPal PYPL 0,00% sobre hábitos de consumo na internet em 32 países. Trata-se de um aumento de 14% em relação a 2016, a confirmarem-se as previsões de 2,33 mil milhões de euros gastos em comércio eletrónico no país este ano — por si só, um aumento de 17% em relação a 2015, apurou o inquérito.

Com base numa “amostra representativa” de 800 portugueses, o estudo concluiu que 70% dos adultos (18 a 74 anos) com acesso à internet em Portugal fez compras na internet — 13% apenas em lojas portuguesas. Trata-se de um segmento com potencial de crescimento, na medida em que 40% destes adultos garantiram que “irão aumentar os gastos online nos próximos 12 meses”, frisa a empresa em comunicado.

Há ainda boas notícias para as empresas de venda online a retalho. O PayPal prevê que o setor “Mercearia, Comida e Bebidas” seja o que mais vai crescer no próximo ano, evoluindo 26% em cadeia. Segue-se o dos “Produtos para Bebés e Crianças” (crescimento de 19%) e, em terceiro lugar, os setores “Atividades de Tempos Livres e Hobbies” e “Saúde e Beleza”, ambos com previsões de crescimento na ordem dos 13% em termos de gastos online.

Fonte: Ipsos/PayPal (Valores em mil milhões de euros)
Fonte: Ipsos/PayPal (Valores em mil milhões de euros)

Computadores lideram. De longe

O estudo Consumidores Transfronteiriços 2016 analisou também os dispositivos usados nas compras internacionais e apurou que, em Portugal, 80% das encomendas transfronteiriças são feitas através de um computador. Seguem-se os smartphones, com uma fatia de 11%, e os tablets, com 6%. Os restantes 3% são atribuídos a “outros aparelhos”, como PDA’s ou consolas de jogos.

Os portugueses, segundo o estudo da PayPal, são também os que mais probabilidade têm “de fazer compras fora do país”, entre as mais de três dezenas de países estudados. No total, “87% dos compradores online afirmam ter feito compras transfronteiriças nos últimos 12 meses”. Entre os países de eleição para os portugueses comprarem online estão o Reino Unido (42% do total de compras internacionais), China (41%) e Espanha (38%).

Recorde-se que, em meados de novembro, os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) respeitantes a 2016 indicavam que 23% das pessoas com idades entre os 16 e os 74 anos já fazem compras online, entre os 70% que usa internet. Na altura, o INE alertou que o indicador “tem vindo a aumentar desde 2010, contudo em ritmo inferior ao verificado para a proporção de utilizadores”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugueses gastam cada vez mais em compras online

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião