O que compram os consumidores portugueses online?

  • Leonor Rodrigues
  • 20 Outubro 2016

Os consumidores portugueses são dos europeus que menos realizam compras pela internet, utilizando-a sobretudo para pesquisar sobre os produtos.

Os consumidores portugueses não são grandes adeptos do comércio online, encontrando-se abaixo da média europeia no que toca a este tema: apenas 49% afirma fazê-lo. Ainda assim, produtos e serviços incluídos nas categorias Viagens e Lazer são os que os portugueses mais compram pela internet.

De acordo com o estudo do Observatório Cetelem, a categoria Viagens conquista 44% dos consumidores internautas e o Lazer 25%, onde se insere a compra de livros e bilhetes para espetáculos. Já a compra de eletrodomésticos e equipamentos eletrónicos encontram-se no fim da tabela. Por outro lado, no topo da lista dos maiores adeptos do e-commerce estão os britânicos e os alemães, seguindo-se os franceses, dinamarqueses e checos.

Mas por que razão os portugueses ainda não se renderam a esta fácil e acessível forma de fazer compras? O principal motivo apontado pelos inquiridos é o gosto de ver e tocar nos produtos. Além disso, as compras não são meras transações comerciais para os consumidores nacionais que gostam e têm o hábito de ir às lojas e centros comerciais. No que toca aos eletrodomésticos, os portugueses também indicam valorizar a opinião e conselho dos vendedores sendo outra das razões para fazerem compras de forma tradicional.

carrinho

Ainda assim, há um aspeto em que os portugueses estão à frente: enquanto a maioria dos europeus prefere fazer as compras de supermercado na loja e que as entreguem depois em casa, os consumidores portugueses, principalmente os que têm menos de 50 anos, têm mais o hábito de receber as compras em casa depois de as terem comprado na internet.

A idade também conta

Outra conclusão dos inquéritos feitos para o estudo é a de que os consumidores seniores (mais de 50 anos) são os mais desconfiados no que diz respeito aos métodos de pagamento online. No entanto, 72% afirma utilizar a internet como uma ferramenta de informação sobre os produtos que querem adquirir, sendo que 69% utilizam comparadores de preços e 44% consultam os comentários feitos por outros consumidores, que pesam na sua decisão de compra.

Para a realização deste estudo foram inquiridos mais de dez mil cidadãos europeus com amostras de, pelo menos, 800 pessoas de cada país (Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Itália, Portugal, Reino Unido, Hungria, Polónia, República Checa, Eslováquia e Roménia). Os inquéritos foram feitos através da internet entre o dia 2 de novembro e o dia 4 de dezembro do ano passado.

Sabia que…

Dia Europeu da Estatística / Fonte: INE
Dia Europeu da Estatística / Fonte: INE

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

O que compram os consumidores portugueses online?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião