Galp Energia afunda bolsa. BCP perde 7%

  • Rita Atalaia
  • 16 Janeiro 2017

A bolsa nacional terminou a primeira sessão da semana em queda, com a energia a pressionar. As ações da Galp Energia caíram perto de 1,5%. Mas as perdas do BCP também condicionaram a sessão.

A bolsa nacional terminou a sessão no vermelho. O PSI-20 acompanhou a tendência de descida do resto da Europa, numa sessão em que as perdas da Galp Energia pressionaram a praça portuguesa. Mas a queda de mais de 7% do BCP também condicionou a sessão, no último dia em que os títulos negociaram com os direitos do aumento de capital de 1,3 mil milhões de euros.

O índice de referência PSI-20 encerrou em baixa de 0,62% para 4.586,65 pontos, em linha com as perdas do Stoxx 600, que rondaram os 0,8%. Na praça portuguesa, a negociação foi penalizada pela queda de 1,59% para 14,22 euros da Galp Energia. Ainda na energia, a EDP cedeu 0,18% e a EDP Renováveis perdeu 1,05%.

Mas as perdas não se limitaram à energia. Na banca, o BCP acabou por afundar 7,58% para os 80 cêntimos, no último dia em que os títulos negociaram com os direitos do aumento de capital. Por cada ação detida, os acionistas recebem um direito à subscrição de 15 novas ações ao preço de 9,4 cêntimos cada.

Quando o BCP voltar à negociação esta terça-feira, não se assuste com o novo preço das ações. Os títulos vão valer apenas 0,1383 euros em vez dos 0,8031 euros com que encerraram esta segunda-feira, mas a cotação apenas vai ajustar-se com o destaque do direito de subscrição no aumento de capital do BCP. Já este direito chegará quarta-feira ao mercado a valer 0,6648 euros.

A Jerónimo Martins, que arrancou a sessão em terreno negativo, acabou por recuperar e ajudar a limitar as perdas. A retalhista subiu 0,09% para 15,87 euros e foi uma de apenas três cotadas que conseguiram escapar à descida.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp Energia afunda bolsa. BCP perde 7%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião