OncoStats recolhe 250 mil euros através da plataforma de crowdfunding Seedrs

  • Juliana Nogueira Santos
  • 17 Janeiro 2017

A medtech portuguesa atingiu o objetivo 13 dias antes da data final e entrou já em overfunding.

A startup portuguesa de tecnologia para a saúde OncoStats atingiu o objetivo de angariar 250 mil euros através de uma campanha de equity crowdfunding na plataforma Seedrs e fechou esta ronda de financiamento em overfunding — com 259 mil euros angariados. Para tal, a empresa portuguesa entregou 10% do seu capital a mais de 100 investidores, avaliando a empresa em 2,25 milhões de dólares.

Esta medtech, a primeira do ramo da saúde a recorrer à Seedrs, tornou-se a sexta empresa portuguesa a conseguir captar investimento através da venda de ações. O dinheiro vai ser canalizado para a criação de uma equipa de desenvolvimento e internacionalização constituída por sete cargos em regime de full time.

A OncoStats desevolveu software de registo de informação dos pacientes oncológicos sistemático e estruturado, que permite aos pacientes comunicar com os seus profissionais de saúde em qualquer lugar. Ao recolher os dados reais, o software auxilia também os médicos nos processos de tomada de decisão.

Para Miguel Borges, um dos cofundadores da startup, “conseguir concluir com sucesso a campanha de financiamento através do modelo de equity crowdfunding antes do prazo e conquistar o interesse de tantos investidores em todo o mundo são motivos de grande satisfação”.

A campanha, que chegou a um quarto do seu objetivo no primeiro dia e atingiu a totalidade 13 dias antes do prazo previsto, vai continuar ativa durante as próximas duas semanas.

Editado por Mariana de Araújo Barbosa (mariana.barbosa@eco.pt)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

OncoStats recolhe 250 mil euros através da plataforma de crowdfunding Seedrs

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião