Até o Master já está ligado à corrente

A Renault continua a expandir a sua gama de automóveis elétricos, até nos comerciais. Depois dos mais pequenos, chega a vez de ligar o Master à corrente.

renault-master-z-e

A Renault tem mais um automóvel elétrico na sua frota de comerciais. Depois da revelação do Novo Kangoo Z.E., a fabricante francesa lança agora o Master. É um furgão de grandes dimensões com autonomia para 200 km, o ideal para a distribuição porta a porta nas grandes cidades.

“O Master Z.E. é mais um exemplo da competência técnica da Renault neste domínio e que muito em breve estará disponível no segmento dos grandes furgões”, refere a marca em comunicado. Mantendo todas as qualidades do Master original, o Z.E. destaca-se por ser totalmente elétrico.

Este furgão de grandes dimensões está equipado com o motor elétrico R75 de elevada eficiência energética, com uma potência de 57 kW e 76 cv, herdado do ZOE. “O Master Z.E. atinge a velocidade máxima de 115 km/h que pode ser limitada eletronicamente, consoante as necessidades do cliente”, diz a Renault.

renault-master-z-e-baterias

Oferece uma autonomia de 200 km em ciclo NEDC, adaptada à atividade quotidiana de distribuição em meio urbano, sendo que a marca garante que “é necessária menos de uma noite para carregar o Master Z.E.: a carga completa a 100% é obtida em seis horas com a WallBox 7 kW”.

Com o Master Z.E., a “Renault Pro+ alarga assim a sua gama de veículos comerciais ligeiros elétricos ao propor três modelos: Twizy Cargo (quadriciclo com porta-bagagens, lançado em 2014), o Novo Kangoo Z.E. e o Master Z.E.“, procurando ir “ao encontro das expectativas dos profissionais e dos compromissos ambientais”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Até o Master já está ligado à corrente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião