Polónia lança novo ataque à banca

Governo polaco considera eliminar as comissões interbancárias, bem como todas as comissões bancárias sobre o pagamentos com cartões de débito e contas dos consumidores.

As autoridades polacas estarão a preparar-se para lançar um novo ataque à banca. De acordo com o jornal polaco Puls Biznesu, o ministro do desenvolvimento da Polónia, estará a considerar eliminar as comissões interbancárias, bem como todas as comissões bancárias sobre o pagamentos com cartões de débito e as contas bancárias dos clientes.

Sem referir a fonte que disponibilizou a informação, a publicação diz que esta eliminação de comissões pode custar entre 1,5 mil milhões (344 milhões de euros) e 4 mil milhões de zlotys (917 milhões de euros) ao setor financeiro polaco, atingindo também o Millennium Bank, banco em que o BCP é o maior acionista.

De salientar que o setor financeiro tem sido alvo nos últimos tempos por parte das autoridades polacas. A conversão dos créditos à habitação concedidos em francos suíços para zlotys foi um dos exemplos mais recentes. Já em 2014, o governo da Polónia tinha cortado as comissões interbancárias para um máximo de 0,2%, no caso os cartões de débito, e para um teto de 0,3% nos cartões de crédito.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Polónia lança novo ataque à banca

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião