Calma, as pessoas ruivas poderão ter um emoji em breve ?

Há novidades sobre o admirável mundo dos emojis. Em breve, poderão ser adicionados novos emojis de um homem e de uma mulher ruivos, de acordo com o jornal britânico The Telegraph. “A falta de um emoji ruivo tem sido a queixa mais frequente dos utilizadores nos últimos três meses”, disse Jeremy Burge, o fundador da Emojipedia, citado pelo mesmo jornal.

A introdução de novos emojis, que não são mais do que imagens que expressam sentimentos e permitem poupar nas palavras, é um processo que segue regras. Uma vez que, para funcionarem, os emojis devem ser aceites de forma universal pelos vários sistemas operativos, há mesmo um comité a quem fica incumbida a tarefa de aprovar ou rejeitar novos emojis.

Segundo o The Telegraph, é isso mesmo que deverá acontecer esta semana. O Unicode Technical Committee vai debruçar-se sobre a questão para decidir como, e se vale mesmo a pena introduzir-se nos sistemas os novos emojis ruivos, com as várias tonalidades de pele. A Apple será a anfitriã do evento, indica também o jornal.

Exemplo dos novos emojis ruivos que poderão ser adicionados, segund a Emojipedia, um site de emojis.The Telegraph/Emojipedia

Num documento publicado no site do comité, Jeremy Burge sugere as várias formas de como os emojis podem ser introduzidos, indicando os prós e os contras de cada uma (sim, o assunto é sério). Por exemplo, a simples criação de um emoji de uma pessoa com cabelo ruivo é uma das vias mais simples, mas abre um precedente e pode limitar opções futuras.

Vários utilizadores têm-se queixado da falta destes emojis. Segundo o The Telegraph, há mesmo uma petição online a pedir a criação deste emoji. A petição já tem mais de 20.000 assinaturas e teve origem na Escócia, onde cerca de 10% da população é ruiva, um valor muito acima da média mundial de 2%.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Calma, as pessoas ruivas poderão ter um emoji em breve ?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião