O que faz do Good Morning Lisbon o melhor hostel do mundo?

  • Leonor Rodrigues
  • 24 Janeiro 2017

Pela quinta vez consecutiva, o Good Morning Lisbon foi distinguido pelos utilizadores da plataforma Hostelworld - mas não foi o único. A responsável contou ao ECO o que distingue este hostel lisboeta.

Os ‘Hoscars’ estão de volta. Na 15ª edição dos prémios do Hostelworld, que distinguem os melhores hostels em todo o mundo, o Good Morning Lisbon foi considerado pela quinta vez o melhor dos melhores.

A distinção é fruto das milhares de opiniões e avaliações dos utilizadores da maior plataforma de reserva deste género de alojamento do mundo. O Good morning Lisbon venceu ainda na categoria Melhor Atmosfera, com os utilizadores a afirmarem que a equipa do hostel português “faz de tudo” para que os seus hóspedes desfrutem da sua estadia.

Para a responsável do Good Morning Lisbon a distinção é “um orgulho e é uma recompensa pelo trabalho imenso de toda a equipa”. Em entrevista ao ECO, Benedita Vasconcelos afirma que o que distingue o hostel é o “ambiente — informal e descontraído mas profissional — e a alegria com que se trabalha que faz com que as pessoas se sintam tão bem aqui”.

O hostel conta com 92 camas, rede wi-fi, uma sala comum e outra de computadores e cozinha. Além disso, “fazemos jantares para as pessoas que querem jantar connosco e organizamos várias atividades. Tentamos receber os hóspedes da mesma maneira com que recebemos os nossos amigos em casa“, conclui a responsável.

Além do Good Morning Lisbon, há mais alojamentos portugueses distinguidos, nomeadamente o Yes! Lisbon Hostel, o Lost Inn Lisbon, Lisbon Destination Hostel, Lisboa Central Hostel, Tattva Design Hostel e o Pilot Design Hotel & Bar, fazendo com que Portugal se continue a afirmar como um destino de eleição até mesmo para os mochileiros.

Saiba qual é o top 10 dos melhores hostels do mundo na galeria:

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

O que faz do Good Morning Lisbon o melhor hostel do mundo?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião