WhatsApp Status ou a continuação de um grande amor

  • Juliana Nogueira Santos
  • 21 Fevereiro 2017

Zuckerberg já tinha declarado o seu amor pelo conteúdo que desaparece depois de 24 horas quando o Instagram lançou o "Stories", agora o sentimento espalhou-se para o WhatsApp.

A aplicação de mensagens instantâneas WhatsApp lançou esta segunda-feira uma nova funcionalidade que permite a partilha de vídeos de dez segundos com os contactos, desaparecendo estas 24 horas depois de serem carregadas, a “Status”. Parece-lhe familiar? É normal. Este formato já é utilizado por outras aplicações, como por exemplo a sua “irmã” Instagram e o Snapchat.

Quando foi lançada, e mesmo antes de ser possível enviar mensagens, o WhatsApp permitia definir um estado, para avisar todos os contactos se o utilizador estava numa reunião, ou se estava a ficar sem bateria, entre outros. Para celebrar o oitavo aniversário, a aplicação levou esta funcionalidade até outro nível, passando assim a ser um estado multimédia, que tanto pode ser um vídeo como uma imagem.

Captura de ecrã divulgada pela WhatsApp. Nesta podem-se confirmar as semelhanças com a funcionalidade da Instagram, como as barras superiores que indicam a duração do vídeo.WhatsApp

Tal como todos os outros conteúdos partilhados através da aplicação, estes estados serão encriptados e, embora todas as pessoas que tenham o número do utilizador gravado os possam ver, as opções de privacidade são totalmente personalizáveis. Será também utilizado um algoritmo que prevê quais os estados que irão ser abertos pelo utilizador, com base na frequência de contacto, que carrega o conteúdo mesmo antes de o utilizador clicar nele.

As semelhanças em relação à sua irmã são visíveis através das imagens que já foram divulgadas: possibilidade de acrescentar texto e anotações à mão e particularidades de design como as barras no topo do ecrã que mostram quantos “status” foram publicados, bem como a sua duração.

Ainda assim, é incontornável não falar da Snapchat. A aplicação que veio trazer um formato novo e que está a poucos passos de efetuar uma das entradas em bolsa mais valiosas de sempre parece merecer atenção redobrada de Mark Zuckerberg. Depois de ter trazido o formato de “multimédia que desaparece” para o Instagram, este foi adaptado para o WhatsApp e, segundo rumores, estará a ser estudado para o Facebook.

Em declarações à Fast Company, Randall Sarafa, gestor de produto da WhatsApp, afirmou que é normal que a empresa esteja a evoluir neste sentido. “É um formato que está a ser largamente adotado pela indústria e vemos várias aplicações a utilizá-lo.” Sarafa negou ainda as acusações de imitação: “Conforme adotámos, quisemos adicionar um toque único e acho que conseguimos”.

Zuckerberg tem visto os números desta sua aplicação a escalarem ao longo dos tempo, contando agora com 1,2 mil milhões de utilizadores ativos que enviam cerca de 50 mil milhões de mensagens por dia, sendo estas de todos os formatos disponibilizados — texto, imagem, vídeo, áudio, GIF, etc.

Se ficou curioso com esta nova funcionalidade, saiba que ainda está em fase de apresentação, tendo sido Holanda e França os países escolhidos para receber a aplicação primeiro. Esta vai depois ser disponibilizada no Reino Unido, Espanha, Itália, Israel e Arábia Saudita até dia 22 deste mês. Ainda não é conhecida a data de lançamento mundial.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

WhatsApp Status ou a continuação de um grande amor

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião