Corticeira Amorim regista lucros recorde de 102 milhões. Propõe dividendo de 18 cêntimos

A empresa aumentou as vendas e a margem bruta, ao mesmo tempo que reduziu os custos e a dívida líquida em mais de metade. AG vai propor dividendo de 0,18 euros por ação.

A Corticeira Amorim quase duplicou os lucros em 2016 e alcançou um resultado líquido recorde: 102 milhões de euros. A contribuir para este desempenho esteve, em grande parte, a venda da participação na fabricante de pavimentos US Floors, que resultou num encaixe de 30 milhões de euros para a empresa.

No ano passado, a corticeira conseguiu aumentar as vendas e a margem bruta, ao mesmo tempo que reduziu os custos operacionais e a dívida líquida. Ao todo, a empresa fechou o ano com receitas de 641,4 milhões de euros, um aumento de 6,1% face a 2015 e o maior registo de sempre.

A contribuir para este aumento esteve, sobretudo, e mais uma vez, a área de rolhas. Na sua unidade de negócios mais relevante, a Corticeira Amorim vendeu um número recorde de 4,4 mil milhões de rolhas, o equivalente a 20 milhões de rolhas por dia e um aumento de 7,6% em relação às vendas de 2015. Destaque também para a unidade de matérias-primas, onde as vendas totalizaram 148,6 milhões de euros, mais 9,7% do que em 2015.

Do lado dos resultados operacionais, os custos reduziram-se em 0,5%, para 238,6 milhões de euros, enquanto a margem bruta subiu 6%, para 334,7 milhões de euros. Já o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) subiu 21,5% e fixou-se em 122,3 milhões de euros.

A empresa conseguiu, ainda, reduzir a dívida líquida em mais de metade. De 2015 para 2016, a dívida da Corticeira Amorim caiu de 83,8 milhões de euros para 35,8 milhões de euros.

Na Assembleia Geral de Acionistas que se realiza a 7 de abril, o conselho de administração da Corticeira Amorim vai propor pagar um dividendo bruto de 18 cêntimos por ação, um aumento face aos 16 cêntimos que pagou no ano passado.

Comentários ({{ total }})

Corticeira Amorim regista lucros recorde de 102 milhões. Propõe dividendo de 18 cêntimos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião