Cimpor dispara 33% para máximos de 2015

Desempenho excecional da cimenteira portuguesa surge depois de o Alphavalue ter melhorado as estimativas do título, prevendo um potencial de valorização de 100%.

A Cimpor CPR 0,00% tem estado em forte destaque nas últimas sessões e dispara esta quinta-feira mais de 30%, depois da casa de investimento Alphavalue ter revisto em alta o preço-alvo para os títulos da cimenteira portuguesa, conferindo um potencial de valorização de mais de 100%.

As ações da Cimpor aceleram 33,4% para os 45,8 cêntimos, seguindo em alta pela oitava sessão consecutiva. Negoceia em máximos desde novembro de 2015, perante uma forte pressão compradora: já trocaram de mãos quase 700 mil papéis da cimenteira, 28 vezes mais do que a média diária dos últimos 12 meses. A cimenteira apresenta atualmente uma capitalização bolsista de 319 milhões de euros.

Cimpor dispara nos últimos dias

O desempenho positivo surge depois de o Alphavalue ter melhorado as estimativas para o título. O analista Felix Brunotte, que acompanha a empresa, acredita que a ação vale 0,72 euros, um preço-alvo que tem implícito um cenário de valorização potencial de 102% face à cotação de fecho da última sessão. A recomendação “compra” manteve-se.

Os brasileiros da Camargo Corrêa são o principal acionista da cimenteira portuguesa, detendo mais de 94% do capital, na sequência da Oferta Pública de Aquisição (OPA) realizada em 2012. Devido à reduzida dispersão bolsista, a Cimpor é considerada uma cotada zombie, atraindo menor interesse da parte dos analistas e investidores.

A cimenteira fechou os primeiros nove meses com prejuízos de quase 590 milhões de euros. As vendas de cimento voltaram a cair no terceiro trimestre.

Cimpor em destaque na bolsa

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cimpor dispara 33% para máximos de 2015

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião