Soares da Costa vende Autoestrada Transmontana a construtora espanhola Globalvia

  • ECO
  • 27 Fevereiro 2017

A empresa reduziu o passivo em 127,5 milhões ao vender participações à mesma construtora espanhola à qual vendera a sua parte na Autoestrada da Beira Interior.

A SDC Investimentos anunciou hoje a venda das suas participações na subconcessão da Autoestrada Transmontana à construtora espanhola Globalvia, segundo informou esta segunda-feira num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A empresa esclarece no comunicado que a venda destas participações contribuiu para uma redução do passivo consolidado da empresa em 127,5 milhões de euros.

Foram vendidas as participações da SDC Investimentos, antiga Soares da Costa, na Auto-estradas XXI – Subconcessionária Transmontana, na Operestradas XXI SA e na Exproestradas XXI – AE Transmontana SA, ligadas à concessão da Autoestrada Transmontana.

A SDC Investimentos acrescenta, no mesmo comunicado, que realiza negociações com instituições financeiras, embora “com expressão não muito significativa, assim como permanece em execução o acordo de princípio estabelecido com a Investéder – Investimentos, Lda – que atualmente é o principal credor do grupo com 128 milhões de euros – conforme informado no comunicado desta sociedade sobre o processo de reestruturação das suas responsabilidades financeiras datado de 23 dezembro de 2016″.

Desde a comunicação no dia 23 de dezembro de que a Soares da Costa iria começar a alienar as suas participações em concessões rodoviárias, a empresa também já vendeu a sua posição na Autoestrada da Beira Interior, também à Globalvia.

A Globalvia Inversiones SA gere atualmente 28 projetos em oito países, incluindo nos EUA, segundo o seu site oficial.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Soares da Costa vende Autoestrada Transmontana a construtora espanhola Globalvia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião