Kellyanne Conway e o estranho caso dos micro-ondas espiões

  • Juliana Nogueira Santos
  • 14 Março 2017

A conselheira de Donald Trump afirmou em entrevista que Barack Obama terá utilizado diversos métodos de vigilância na Trump Tower, incluindo... micro-ondas.

As técnicas de espionagem estão cada vez mais evoluídas. Depois da Wikileaks ter divulgado que a CIA poderá utilizar as SmartTV da Samsung para vigiar os cidadãos americanos, Kellyanne Conway, conselheira do presidente Donald Trump, avançou na classe de eletrodomésticos, afirmando que a vigilância já se estende aos micro-ondas e que poderá ter sido utilizada contra Trump.

“Há muitas maneiras de nos vigiarmos uns aos outros, infelizmente. Saiu um artigo esta semana que falava de como se pode vigiar alguém através dos telemóveis, das televisões, um grande número de maneiras diferentes. Micro-ondas que se transformam em câmaras, etc”, afirmou Kellyanne numa entrevista ao jornal North Jersey. A pergunta? Se achava que Barack Obama teria espiado a campanha presidencial de Trump.

Recorde-se que, na passada semana, o presidente Donald Trump tweetou que o seu antecessor teria abusado do seu poder e colocado escutas na Trump Tower durante a sua campanha. Mais tarde afirmou que apostava que um bom advogado conseguiria provar as escutas.

Barack Obama negou tais acusações e o caso avançou para o Congresso, onde este assunto foi incluído na investigação acerca da influência russa nas passadas eleições, a decorrer atualmente.

Kellyanne respondeu à notícia no dia seguinte, argumentando que a afirmação foi tirada do seu contexto e que, na verdade, não estava a falar especificamente do método utilizado para vigiar Trump, mas sim dos diversos métodos que são utilizados no geral. A conselheira continuou, reiterando que não estaria na posição “de ter provas”, porque “é por isso que está a decorrer uma investigação”.

"Não sou o Inspetor Gadget. Não acredito que as pessoas tenham utilizado micro-ondas para espiar a campanha de Trump.”

Kellyanne Conway

Em entrevista à CNN

Como seria de esperar, a Internet começou a reagir ao caso dos micro-ondas que vigiam e os memes escorreram pelos feeds.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Kellyanne Conway e o estranho caso dos micro-ondas espiões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião