Envelope armadilhado explode nos escritórios do FMI em Paris

  • ECO
  • 16 Março 2017

Envelope armadilhado explodiu nos escritórios do FMI, no centro de Paris, avança a Reuters. Uma assistente da direção ficou ferida.

Uma pessoa ficou ferida na sequência da explosão de um envelope armadilhado, nos escritórios do FMI no centro de Paris. A notícia foi avançada pela Reuters que cita fonte policial, não se sabendo ainda quem foi o remetente da carta.

Segundo as primeiras informações avançadas, o envelope conteria material pirotécnico. A vítima terá sido uma assistente da direção, que abriu um envelope dirigido a um responsável sénior e que acabou por ficar queimada na cara e nas mãos.

Por precaução, cerca de 150 empregados já foram evacuados do edifício, onde agora se encontram peritos forenses. A diretora da instituição, Christine Lagarde, já reagiu à explosão: “Condeno este ato de violência cobarde.” Esta, que se encontra em Frankfurt, na Alemanha, garantiu também que a instituição está a trabalhar com as autoridades francesas na investigação.

Este incidente acontece um dia depois de um grupo extremista grego ter enviado um pacote explosivo para os gabinetes do ministério das finanças alemão. Não existe ainda confirmação que os dois possam estar ligados.

(Notícia atualizada às 12h20 com a reação da diretora do FMI.)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Envelope armadilhado explode nos escritórios do FMI em Paris

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião