Jorge Mendes e Infantino convocados ao Parlamento Europeu devido aos Panama Papers

  • Lusa
  • 3 Abril 2017

A gestão de Jorge Mendes “parece estar no centro da ‘teia’ de empresas de fachada para evitar que jogadores e treinadores paguem impostos”. O presidente da FIFA, Gianni Infantino, também é chamado.

A comissão de investigação do Parlamento Europeu aos chamados Panama Papers vai chamar a depor o agente desportivo Jorge Mendes e o presidente da FIFA, Gianni Infantino. O grupo parlamentar Los Verdes-Alianza Libre Europea confirmou que Jorge Mendes e Infantino vão ser ouvidos a 05 de setembro.

“FIFA, intermediários e futebolistas têm de dar explicações, porque todos têm responsabilidade, por isso pedimos que Jorge Mendes compareça”, esclareceu Ernest Urtasun, eurodeputado do partido espanhol Iniciativa per Catalunya Verds, em comunicado. Para Urtasun, a gestão de Jorge Mendes “parece estar no centro da ‘teia’ de empresas de fachada para evitar que jogadores e treinadores paguem impostos”.

A plataforma ‘Football Leaks’ começou a divulgar documentos confidenciais em setembro de 2015, alguns dos quais que denunciavam eventuais evasões fiscais de Cristiano Ronaldo, agenciado por Jorge Mendes.

Desde o início de abril de 2016, os ‘Panama Papers’, divulgados por um consórcio de jornalistas de investigação e baseados em cerca de 11,5 milhões de documentos provenientes da sociedade de advogados Mossack Fonseca, levaram à abertura de muitos inquéritos em todo o mundo e à demissão do primeiro-ministro islandês e de um ministro espanhol.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Jorge Mendes e Infantino convocados ao Parlamento Europeu devido aos Panama Papers

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião