Trump corta IRC e Wall Street avança

O mercado acionista norte-americano segue com ganhos ligeiros, no dia em que o Presidente dos EUA anunciou que vai baixar para 15% a taxa de IRC. O Nasdaq avança para novo recorde.

As bolsas norte-americanas arrancaram a sessão com ganhos ligeiros, apoiadas no anúncio de pistas sobre o tão aguardado plano de cortes fiscais prometido por Donald Trump. Em causa estará um corte da taxa de IRC para 15%. Trata-se do terceiro dia consecutivo de ganhos em Wall Street, com o Nasdaq a destacar-se em novos máximos históricos.

O índice S&P 500, que agrega as 500 maiores capitalizações bolsistas dos Estados Unidos abriu com uma subida ligeira de 0,02%, para os 2.388,98 pontos, enquanto o industrial Dow Jones avança 0,07%, para os 21.009,95 pontos. Já o tecnológico Nasdaq apresenta uma subida de 0,1%, suficiente para o colocar num novo recorde nos 5.553 pontos.

Esta quarta-feira, o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, avançou à CNBC que o plano de cortes fiscais irá incluir a redução da taxa de imposto para as empresas, para 15%, e que existiria um acordo de base com o Congresso relativamente aos objetivos da reforma de impostos. Aguarda-se que sejam dados novos detalhes sobre o plano de cortes fiscais ainda no dia de hoje.

“Temos uma ideia clara de que ele [Trump] visa uma redução dos impostos às empresas, uma descida dos impostos individuais e a simplificação do processo, mas tudo isso é num mundo ideal”, afirmou Andre Bajhos, diretor da Janly Capital, citado pela Bloomberg, antecipando ainda que “o mercado não irá interpretar de forma negativa o plano“.

A evolução dos principais índices bolsistas dos Estados Unidos está ainda a ser influenciada por alguns resultados empresariais. Por exemplo, a Boeing anunciou uma queda das suas receitas, o que estava a penalizar as suas ações. Os títulos da fabricante de aviões recuam 1,5%. Bem distinta é a performance das ações do Twitter. Abriram a subir mais de 8%, apoiado no aumento do número de utilizadores no primeiro trimestre.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Trump corta IRC e Wall Street avança

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião