Fundação Ricardo Espírito Santo com salários em atraso

  • ECO
  • 5 Maio 2017

A queda do império Espírito Santo continua a causar estragos. A Fundação tem salários em atraso e nem o apoio da Santa Casa da Misericórdia parece suficiente para equilibrar as contas.

A queda do BES continua a causar estragos. Desta vez é a Fundação Ricardo Espírito Santo Silva (FRESS) que está novamente com salários em atraso. A denúncia é feita por um dos funcionários daquela instituição nas páginas do Diário de Notícias desta sexta-feira.

“Nas escolas os professores já não recebem há três meses e nas oficinas há dois”, afirma o trabalhador.

Edmundo Martinho, presidente da instituição que se dedica às artes e ofícios, também em declarações ao DN, confirma que há atrasos nos vencimentos “do mês de abril e uma parte do mês de março“. Edmundo Martinho adianta que a “situação deverá ficar regularizada nos próximos dias”.

O BES era o principal mecenas da instituição, pelo que a partir de 2014, o orçamento da FRESS contava apenas com receitas próprias e alguns apoios financeiros da Câmara Municipal de Lisboa. A situação alterou-se há um ano, quando a Santa Casa da Misericórdia assinou um acordo para garantir “a continuação das atividades da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva”.

A Fundação registou em 2015 um prejuízo de um milhão de euros.

A instituição tem 97 funcionários e tem um museu de artes decorativas, várias oficinas, uma escola superior de artes e um instituto de artes e ofícios.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fundação Ricardo Espírito Santo com salários em atraso

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião