Resultados pintam Wall Street de vermelho

As bolsas norte-americanas encerraram em queda perante os maus resultados das cotadas. O Dow Jones recuou pela terceira sessão consecutiva.

Tal como as praças europeias, também as bolsas norte-americanas fecharam no vermelho. Os três índices caíram, com o Dow Jones a recuar pela terceira sessão consecutiva. Os resultados desapontantes apresentados por algumas cotadas vieram minar o sentimento positivo dos investidores que levou as bolsas a recorde.

O índice industrial, que já tinha perdido valor na terça e quarta-feira, repetiu a tendência. O Dow Jones fechou a cair 0,11% para 20.919,42 pontos, ainda assim menos que o S&P 500 que cedeu 0,22%. Desempenho idêntico teve o Nasdaq ao ceder 0,22%, corrigindo assim dos recordes alcançados nas últimas sessões.

A Snap, dona do Snapchat, foi uma das cotadas que se destacou pela negativa. A empresa anunciou que registou prejuízos de mais de dois mil milhões de dólares no primeiro trimestre, o que levou a uma queda acentuada das ações. Os títulos chegaram a perder um máximo de 23,46% durante a negociação para fecharem nos 18,05 dólares. Entraram em bolsa a 17 dólares.

Negativos foram também os resultados da Macy’s, o que penalizou também as ações da retalhista norte-americana e deu um sinal negativo relativamente à evolução do consumo na maior economia do mundo. As ações da retalhista derraparam quase 17% para 24,365 dólares.

A queda só não foi mais expressiva devido ao comportamento positivo das empresas petrolíferas. Com o petróleo a manter a tendência de ganhos — levando o Brent a aproximar-se já dos 51 dólares depois de ter passado a fasquia dos 50 dólares –, cotadas como a Exxon conseguiram valorizar. Os títulos cederam 0,82% para 82,585 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Resultados pintam Wall Street de vermelho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião