Benfica ganha em campo… mas não na bolsa. Ações recuam 4%

  • Rita Atalaia
  • 15 Maio 2017

Apesar de os encarnados se terem sagrado novamente campeões nacionais de futebol em Portugal, as ações estão a cair. Os títulos do Benfica recuam quase 4%.

O Benfica venceu em campo mas não na bolsa nacional. As ações da SAD encarnada estão a cair quase 4% na bolsa portuguesa. Isto apesar de o clube de Rui Vitória ter conquistado o título de campeão português pelo quarto ano consecutivo.

Os títulos do Benfica recuam 3,55% para 1,06 euros, apesar de os encarnados se terem sagrado novamente campeões nacionais de futebol em Portugal. Trata-se do quarto título consecutivo para os lados da Luz. Na gíria futebolística, é um tetracampeonato que nunca tinha alcançado pelo emblema da águia nos seus mais de 100 anos de existência. Na sexta-feira, as ações subiram 3,7%.

O Benfica venceu este sábado o Vitória de Guimarães, com um claro 5-0, num triunfo que precipitou a festa de campeão nacional para os encarnados, já que a margem de oito pontos sobre o segundo classificado não permite qualquer réstia de esperança para os portistas ainda sonharem com o título que lhes foge desde 2013.

As contas precipitaram-se a favor das águias depois do deslize do FC Porto na Madeira. Os dragões empataram a um golo com o Marítimo, tendo falhado os três pontos vitais na manutenção pela luta do título.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Benfica ganha em campo… mas não na bolsa. Ações recuam 4%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião