Economia cresce e o tráfego nas autoestradas da Brisa também

  • Lusa
  • 15 Maio 2017

Apesar dos efeitos negativos da Páscoa em abril e do ano bissexto em 2016, a Brisa registou um aumento de 3,3% do tráfego nas suas auto-estradas nos três primeiros meses do ano.

O tráfego nas autoestradas da Brisa Concessão Rodoviária aumentou 3,3% no primeiro trimestre, referindo a empresa que esta comparação é influenciada pela negativa pela Páscoa ter sido em abril e pelo ano bissexto de 2016.

Na informação divulgada através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), é dito que, “apesar do forte crescimento orgânico do tráfego”, de 6,5% em termos homólogos, o crescimento total do tráfego no primeiro trimestre “foi negativamente influenciado pelos efeitos Páscoa [que este ano foi em abril] e do ano bissexto” de 2016.

No ano passado, o crescimento do tráfego trimestral foi de cerca de 7% e apenas no primeiro trimestre de 2016 atingiu 9,9%.

Já analisando apenas o tráfego médio diário, o crescimento foi de 4,4%, tendo sido a A9 (CREL, em Lisboa) a autoestrada em que foi registado o maior crescimento, de 12,5%, seguida da A5 (que liga Lisboa e Cascais), com aumento de 7,6%, e da A10 (autoestrada do Ribatejo), com 7,4%.

Já a autoestrada A1, que liga Lisboa e Porto, teve um crescimento de tráfego de 3,2% entre janeiro e março.

Comentários ({{ total }})

Economia cresce e o tráfego nas autoestradas da Brisa também

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião